English     Español
 
Fundação Ruben Beta > FRB-Par  > VARIG

 > VPTA

 > VPSC

 > Varig Cargo/Varig Log, Varig VEM, Pluna Uruguay

 > Rio Sul, Nordeste, Rotatur

 > SATA, Tropical, Amadeus Brasil, Varig Travel, Ícaro Brasil

 

O transporte de carga aérea no Brasil teve inicio com a criação da VARIG, em 1927. Além de passageiros, a primeira rota da VARIG, também transportava carga. A rota era conhecida como “Linha da Lagoa” e ligava as cidades de Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande com a aeronave aquática Dornier Wal. Com o transporte por avião, os remédios, alimentos e peças para máquinas chegaram mais rápido ao seu destino.
Os primeiros voos exclusivamente cargueiros começaram em 1944, entre Porto Alegre e Pelotas com os Junkers F-13 e Electra L10. Ambas as aeronaves podiam levar 880kg de carga. Logo após a Segunda Guerra Mundial, a rota passou a ser feita com os DC-3.

O primeiro avião puramente cargueiro recebido pela VARIG foi um DC-3, no dia 27 de janeiro de 1948. Também nessa época, a VARIG começou a adquirir aeronaves conversíveis, ou seja, que podiam ser facilmente adaptadas para o transporte de carga ou passageiro. Também aeronaves “Combi”, que tinha uma parte exclusiva para passageiros e uma parte exclusiva para carga. As rotas cargueiras foram ampliadas para Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro e a VARIG criou seções de carga em Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro.

O mercado de carga brasileiro passou por uma revolução em 1960, quando a VARIG adquiriu os primeiros jatos Boeing 707. A partir daí, as cargas passaram a ser transportadas na metade do tempo, inclusive para outros países como os EUA. Em 1965 chegaram os primeiros Boeing 707-300C (conversíveis), que se mostraram muito versáteis para a empresa, uma vez que a aeronave poderia ser facilmente convertida para transportar mais carga ou mais passageiros, de acordo com a demanda.

Em 1969 entrou em operação o primeiro Boeing 707-300F (freighter) puramente cargueiro, ou seja, exclusivamente para o transporte de carga. Com os B707F, a VARIG lançou a pintura “Varig Cargo”, igual a pintura tradicional, mas com a palavra “cargo” escrito em vermelho ao lado do nome “Varig”.

Em 1975 a frota cargueira foi complementada pelo primeiro Boeing 727-100F. Assim os B727F passaram a fazer voos domésticos e para América do Sul, enquanto os B707F ficaram somente nos voos internacionais e voos domésticos de maior demanda.

 

ANOS 70

Frota:
4xBoeing 707-300F
2xBoeing 727-100F
TOTAL: 6

Com o inicio dos voos para Europa, em 1965, a VARIG precisou aumentar a sua frota internacional e optou pelo Boeing 707-320. Os dois primeiros B707-341C (PP-VJR e PP-VJS) chegaram no Brasil em 28 de dezembro de 1966, enquanto o terceiro (PP-VJT) chegou no dia 22 de março de 1967. Essas três aeronaves foram encomendadas diretamente à Boeing pela VARIG, por isso o "41" no final. Os Boeing 707-320 operados pela VARIG eram do tipo Combi (reconhecido pela letra "C" no final), ou seja, conversíveis para carga ou passageiros. Sendo assim, essas aeronaves permitiam a flexibilidade de transportar mais passageiro ou mais carga, dependendo da demanda.
A partir de 1969 a VARIG passou a operar aeronaves Boeing 707 exclusivamente cargueiras, conhecidas como Boeing 707-300F. Foi o primeiro jato puramente cargueiro operado pela VARIG e o único até 1975, com a introdução do Boeing 727.

Construtor The Boeing Company, EUA
Motor quatro Pratt & Whitney JT3D-3 de 8165 Kg de empuxo, de 18000 libras de empuxo
Envergadura da asa 44,42 m
Comprimento 46,61 m
Altura 12,93 m
Velocidade de cruzeiro 880 Km/h
Alcance de vôo 10500 Km
Altitude máxima de vôo 12800 m
Peso da aeronave vazia 65013 Kg
Peso máximo de decolagem 150441 Kg
Tripulação técnica 05 (2 pilotos, 1 mec. vôo, 1 navegador e 1 rádio-telegrafista)
Capacidade de carga 40 toneladas
Capacidade máxima de combustível 90291 litros
Consumo normal 5900 litros/h
Pista mínima para decolagem 3060 m
Pista mínima para pouso 1900 m

Para complementar os Boeing 707 e ampliar a malha, a VARIG começou a operar aeronaves Boeing 727-100F em 1975. O trijato Boeing 727 foi amplamente utilizado no mundo inteiro, sendo a aeronave mais vendida do mundo na sua época. Para a VARIG o B727 se mostrou ideal nas rotas cargueiras domésticas e para América do Sul.

B727-100F
Construtor Boeing
Motor JT8D-7/9
Envergadura 32,90 metros
Comprimento 41,0 metros
Altura 10,30 metros
Velocidade de cruzeiro 865 km/hora
Alcance de vôo 10.679 Km - max. fuel
Altitude máxima de vôo 12.300 metros
Peso da aeronave vazia 40.300 kg
Peso máximo de decolagem 73.029,20 Kg
Peso máximo de pouso 64.637,60 Kg
Capacidade máxima de combustível 24.494,30 Kg
Capacidade de carga 16.000 Kg com 96 m³ / 8 pallets P1

 

 

Em 1985 foi inaugurado o TECA em São Paulo, o centro de distribuição de carga da VARIG, que podia inclusive armazenar cargas perecíveis, valiosas e perigosas. Em 1987 foi inaugurado o TECA do Rio de Janeiro.

Em 1986, mais um marco, a VARIG recebeu o primeiro DC-10-30F, o primeiro wide-body cargueiro do Brasil.

 

ANOS 80

Frota:
5xBoeing 707-300F
3xBoeing 727-100F
2xDouglas DC-10-30F
TOTAL: 10

Em julho de 1974 os primeiros DC10-30, prefixos PP-VMA e PP-VMB, encomendados em novembro de 1972, começaram a operar as linhas internacionais da VARIG de longo curso. Foram os primeiros jatos "wide-body"(fuselagem larga) do Brasil. Em 1986 começou a operar na VARIG Cargo o primeiro DC-10 totalmente cargueiro, conhecido como DC-10-30F. Os DC-10 representaram um novo patamar para o mercado cargueiro brasileiro, possibilitando o transporte de cargas ainda maiores e para lugares mais distantes sem escalas. O DC-10-30F foi definido como substituto do Boeing 707-300F e é capaz de transportar o dobro de carga.

Douglas DC10-30F
Construtor McDonnell Douglas Corporation
Motor CF6-50C2
Envergadura 50.39 metros
Comprimento 55.54 metros
Altura 17.86 metros
Velocidade de cruzeiro 890 km/h
Alcance de vôo 9.735 Km
Altitude máxima de vôo 13.100 metros
Peso da aeronave vazia 109.000 Kg
Peso máximo de decolagem 263.280 Kg
Peso máximo de pouso 192.323 Kg
Capacidade máxima de combustível 111.000 litros
Consumo normal 10.500 litros/hora
Capacidade de carga 72.000Kg com 453 m³
Pallets 5 pallets P1 / 5 pallets PLA / 23 Pallets P1/P6

 

 

Finalmente, em 1993, a Varig Cargo foi oficialmente criada como uma subsidiária cargueira da VARIG. A frota da Varig Cargo era composta de cinco Boeing 727-100F e dois Douglas DC-10-30F, além de utilizar os porões das aeronaves da VARIG. Assim como a VARIG, a Varig Cargo adotou uma nova identidade visual em 1997 e lançou o serviço de tracking online, inédito no Brasil.

 

ANOS 90

Frota:
5xBoeing 727-100F
2xDouglas DC-10-30F
TOTAL: 7

Destinos cargueiros nacionais: Porto Alegre, Curitiba, Campinas, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, São Luis, Belém, Manaus.

Destinos cargueiros internacionais: Montevidéu, Lima, México, Los Angeles, Miami, Nova York, Amsterdam, Frankfurt.

 

  

Em outubro de 2000, a Varig Cargo se transformou na Varig Log, uma empresa independente da VARIG. A Varig Log já nasceu como a maior companhia cargueira da América Latina, com uma frota de onze aeronaves, uma malha global e centros de distribuição em São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Porto Alegre, Miami, Nova York e Frankfurt.

Sempre pensando na qualidade de seus produtos, a Varig Log iniciou a substituição dos Boeing 727-100F e introduziu o MD-11F em 2005, sendo a primeira companhia da América Latina a operar esse modelo na versão exclusivamente cargueira.

 

ANOS 2000

Frota:
4xBoeing 727-100F
4xBoeing 727-200F
3xDouglas DC-10-30F
2xMD-11F
TOTAL: 13

Destinos cargueiros nacionais: Porto Alegre, Curitiba, Campinas, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Cuiabá, Porto Velho, Salvador, Recife, Fortaleza, São Luis, Belém, Rio Branco, Manaus.

Destinos cargueiros internacionais: Montevidéu, Buenos Aires, Santiago, Lima, Caracas, Bogotá, México, Los Angeles, Miami, Nova York, Amsterdam, Frankfurt.

No ano de 2000, entrou em operação o primeiro Boeing 727-200F. Trata-se de uma versão maior do Boeing 727-100F. Com o novo B727, a Varig Log pode aumentar a oferta doméstica e nos voos para América do Sul. O segundo B727-200F chegou no ano de 2001, o terceiro em 2002 e o quarto em 2003.

B727-200F
Construtor Boeing
Motor JT8D-17 / 17A
Envergadura da asa 32,90 metros
Comprimento 47,0 metros
Altura 10,30 metros
Velocidade de cruzeiro 865 Km/hora
Alcance de vôo 11.390 Km - max. fuel
Altitude máxima de vôo 12.300 metros
Peso da aeronave vazia 43.000 Kg
Peso máximo de decolagem 88.451,50 Kg
Peso máximo de pouso 73.029,20 Kg
Capacidade máxima de combustível 26.308 Kg
Consumo normal 1.600 litros/hora
Capacidade de carga 23.000 kg com 112 m³ / 12 pallets P1

Em 2005 a Varig Log se tornou a primeira companhia da América Latina a operar o MD-11F, versão cargueira do MD-11. Essa foi a maior aeronave operada pela empresa e foi escolhida para substituir os DC-10-30F nas rotas de longo curso.

Dados da Aeronave MD-11
Construtor McDonnell Douglas Corporation
Motor PW 4460
Envergadura da asa 51.76 metros
Comprimento 58,53 metros
Altura 18 metros
Velocidade de cruzeiro 900 Km/hora
Alcance de vôo 11.600 Km
Altitude máxima de vôo 13.100 metros
Peso da aeronave vazia 115.000 Kg
Peso máximo de decolagem 280.320 Kg
Peso Máximo de pouso 213.870 Kg
Capacidade máxima de combustível 145.124 litros
Consumo normal 9.630 litros/hora
Capacidade de carga 90.000 Kg com 598 m³
Pallets 6 Pallets P6 / 7 Pallets PLA / 26 Pallets P1/P6

 

 

 

 

 

PÁGINA INICIAL

História
Anos 20
Anos 30
Anos 40
Anos 50
Anos 60
Anos 70
Anos 80
Anos 90
Anos 2000

 

Aeronaves
Dornier Wal "Atlântico"
Dornier Merkur "Gaúcho"
Klemm L-25
Junkers A-50
Junkers F-13
Messerschmitt 108 "Taiffun"
Messerschmitt M20
Junkers JU52
Fiat G2
De Havilland DH89A
Lockheed Electra I
Nordwyn UC641
Douglas DC-3
Curtiss C-46

Convair 240
Lockheed Super G Constellation
Caravelle 1
Boeing 707-441
Douglas DC-6
Lockheed Electra II
Convair 990A
Douglas DC-8-33
Boeing 707-320
HS-748 "Avro"
Boeing 727-100
Boeing 737-200
Douglas DC-10-30
Airbus A300B4
Boeing 747-200
Boeing 747-300
Boeing 767-200ER
Boeing 737-300
Boeing 767-300ER
MD-11
Boeing 747-400
Boeing 737-700
Boeing 737-800
Boeing 777-200ER
Boeing 757-200

 

Rotas

 

Website
1996
2000
2002
2004
2005

 

Grupo Varig
Fundação Ruben Berta
FRB-PAR
VPSC
Ícaro Brasil
Rio Sul e Nordeste
Varig Cargo e Varig Log
Varig VEM

 

 

Marketing
1927-1969
Anos 70 e 80
Anos 90 e 2000

 

Design

 

Coleções
A bordo
Cartão Postal, Imagens e outros
Imagens das aeronaves
Logotipos & Passagens
Time Table